Monumentos e museus de Málaga

Em Málaga respira-se história. A riqueza de estilos arquitectónicos que apresenta não deixa dúvidas de que Málaga já foi o lar de vários povos e de diferentes culturas.

Catedral de Málaga

Catedral de Málaga

Alcazaba, Fortaleza Árabe

Alcazaba é um marco importante da cidade. A fortificação moura do século VIII,  foi construída numa colina no centro da cidade, em meados do século XIX,  para o Rei Badis de Granada. Ao lado da entrada, há ruínas de um teatro romano do século II, que actualmente está a ser restaurado. Acima das ruínas podemos encontrar um caminho íngreme, que faz o percurso até ao Castelo, coroando o monte Gibralfaro. No interior da fortaleza encontra-se o Museu Arqueológico.

Castelo de Gibralfaro

O Castelo de Gibralfaro, foi construído no século XIV por Yusuf I de Granada, e está ligado à Alcazaba por uma parede de cortina. A atração é mais conhecida por ter sido palco final da conquista de Málaga por parte dos Reis Católicos em 1487. Foi destruído pelo exército francês antes de o abandonarem em 1812 e o que ainda resta de pé deste monumento histórico são apenas uma série de torres sólidas que se estendem no topo de uma colina, e ao longo do seu percurso temos uma visão maravilhosa da cidade e do porto de Málaga.

Catedral de Málaga

A catedral de Málaga foi construída entre 1528 e 1782 sobre uma antiga mesquita e é um destino turístico bastante popular. Planeada para ter duas torres, tem apenas uma, devido á falta de orçamento. A Catedral de Málaga, é influenciada pelos estilos Barroco e Renascentista, o seu interior é ricamente decorado com barracas do século XVII, coro de mogno e cedro.

No exterior da Catedral, podemos observar três arcos, com três portas de acesso ao interior, muito bem decorados em mármore de diferentes cores. A porta central contém um medalhão com uma cena da Bíblica e nas portas laterais, os medalhões representam os patronos de Málaga. É de destacar também dois surpreendentes órgãos barrocos e os púlpitos de mármore decorados com temas eclesiásticos que se encontram no interior do monumento.

Palácio do Marquês de Valdeflores

O Palácio do Marquês de Valdeflores, foi construído no século XVIII, como um salão de exposições e hoje é palco de diversas associações. Preserva uma entrada austera de mármore branco, constituído por pilares que suportam uma varanda.

O palácio do Marquês de Valdeflores arrebata o visitante para a vida requintada de Málaga no final do século XVIII e início do séculoXIX. Tem três pisos e um pátio central, rodeado por uma galeria, cujas paredes estão decoradas com mosaicos árabes. Dentro do palácio, encontramos uma escadaria com um corrimão atraente, esculpido em mármore de Carrara.

Museu de Picasso

O Museu de Picasso, foi construído no centro da cidade perto de outros monumentos históricos em 1861,  em 1997 passou por uma série de renovações. Estão expostas cerca de 204 peças clássicas de colecções privadas de Picasso que cobrem todas as etapas pictóricas pelas quais passou desde a juventude até ao final de sua vida, bem como cerâmicas e desenhos. Durante o restauro do edifício, ruínas romanas e fenícias foram encontradas e são exibidas na cave.

Para além do Museu Picasso, em Málaga podemos também encontrar outros museus como o Museu Arqueológico, Museu da Catedral, Museu de Belas Artes e o Museu de Artes e Costumes Populares que se dedica a ilustrar como a vida quotidiana mudou desde o século XVII até aos dias de hoje. No Museu de Artes e Costumes Populares, podemos encontrar roupas de diferentes épocas, exemplos de como se fazia para cozinhar ou fabricar vinho, o uso de enfeites de decoração, etc.


 
Vista da cidade de Málaga

Viagem a Málaga...

Málaga é considerada a capital da Costa del Sol, por seu lado situada na costa do Mar Mediterrâneo no sul de...

Artigos relacionados

Deixe um comentário