Viagem a Dublin

Dublin é actualmente a capital e maior cidade da Irlanda, com uma população de 1 milhão de habitantes, situando-se a meio da costa leste da ilha. Possui uma área de 114.99 km2, fazendo parte da província de Leinster. As primeiras referências à cidade de Dublin remontam ao ano de 140 DC, quando o filosofo Grego Ptolomeu se refere a um aglomerado populacional neste mesmo território, denominado na altura por Eblana Civitas.

Vista de Dublin

Vista do centro de Dublin

Embora exista a ideia que este aglomerado já existia antes, este território só foi edificado como uma cidade a partir de 841, quando os povos Vikings o conquistaram. A influência Viking prosseguiu na cidade, até a invasão dos Normandos a partir do País de Gales entre 1169 e 1172. As condições na cidade eram precárias e só pioraram com um surto muito forte de peste negra em 1348.

Porém, com o passar dos séculos, Dublin começou a crescer de forma muito rápida e a partir do século XVII, as condições de vida começaram a melhorar significativamente, o que possibilitou o desenvolvimento geral da cidade. Contudo, a cidade voltou novamente a entrar numa fase de declínio em 1800, quando perdeu o seu poder legislativo para o parlamento do Reino Unido, situado em Londres. Depois de uma época de estagnação, onde não foi um elemento importante durante a revolução Industrial, Dublin foi parcialmente destruída na Guerra da independência contra o Reino Unido em 1916.

Depois de terminada a guerra, foi tempo de reconstruir a cidade e a partir de 1960, Dublin tem sofrido enormes transformações, de modo a que seja considerada como tendo tanto glamour como as principais cidades europeias. Sendo capital de um dos países que economicamente mais cresceu nas últimas décadas, Dublin viveu um período de emergência fulminante, e é hoje em dia um centro de negócios muito desenvolvido e  servido por um sistema de transportes altamente eficiente e por um mercado imobiliário que cresceu exponencialmente nas últimas décadas.

Temperatura

Dublin apresenta, como grande parte do continente Europeu, um clima temperado marítimo, caracterizado por invernos amenos, verões frescos e com a ausência de temperaturas extremas. A temperatura máxima média em Janeiro ronda os 8ºC, enquanto a temperatura máxima média em Julho não chega aos 19ºC.

Precipitação

Como em todo o território Irlandês, Dublin tem elevados níveis de precipitação durante todo o ano, embora tenha apenas metade dos níveis de precipitação registados na costa oeste da Irlanda. A precipitação média anual é de 732.7 mm, sendo que a esmagadora maioria da precipitação é em forma de chuva, embora existam alguns registos de queda de neve entre Novembro e Março. Geralmente, os verões na Irlanda são altamente chuvosos, o que leva a que seja preciso trazer um guarda-chuva para uma visita a Dublin praticamente durante todo o ano.

Atracções Naturais de Dublin

De todas as atracções naturais que Dublin possui, apresentarei três das mais importantes, seja em termos de tamanho, fauna, flora ou simplesmente por serem os Parques em Dublin mais conhecidos. São elas, St. Stephen Green Park, Phoenix Park e Herbert Park.

St. Stephen’s Green Park

Com 89,000 m2 (9  hectares), é o maior parque da Georgian Square, sendo adjacente a uma das ruas mais movimentadas da cidade ao nível de comércio, a Grafton Street. Com uma geometria rectangular, está rodeada por ruas que formavam volumes de tráfego automóvel muito grandes, mas que entretanto foram diminuindo, devido a obras que tinham como objectivo tornar esta zona mais sossegada. Inaugurado em 1664, o parque está aberto todo o ano, possuindo alguns lagos onde vivem patos e outros animais aquáticos, assim como pequenos monumentos, tais como bustos, homenageando pessoas ligadas à cidade e ao próprio parque como James Joyce, um dos mais reconhecidos escritores Irlandeses do século XX

Phoenix Park

Tem mais de 707 hectares de área (7.07 km2), o Phoenix Park é o parque com maior extensão da Irlanda e um dos maiores da Europa. Tendo sido aberto ao público em 1662, possui diversos pontos de interesse, especialmente o jardim zoológico da cidade, que é um dos mais pontos de atracção de visitantes à cidade. Outros pontos de interesse a destacar são a Cruz Papal, inaugurada durante a visita ao local do Papa João Paulo II, monumentos como o monumento de Wellington ou os People’s Gardens, com uma área de 9 hectares, possuindo lagos, parques infantis e locais para piqueniques. O parque é também conhecido como um local onde se realizam concertos, tendo já recebido bandas como os U2, Coldplay ou os Red Hot Chili Peppers.

Herbert Park

Situado em Ballsbridge, um subúrbio de Dublin, recebeu em 1907 a World Fair, tendo a partir dessa altura se tornado um parque público. Com cerca de 13 hectares de área, está dividido em dois por uma estrada. É utilizada pelas pessoas para jogging, mas também para outras actividades desportivas, pois possui campos de futebol e campos de ténis. Tem também lagos com peixes e jardinsonde se podem dar passeios, fazer piqueniques e outras actividades ao ar livre.

É uma cidade que promove o comércio, oferecendo ruas especificas para o efeito e onde os automóveis são impedidos de circular.  Dublin é também conhecida pelas suas festividades e gastronomia. Oferecendo inclusivé aos seus visitantes, o famoso festival gastronómico :)

 

Para quem quer visitar a cidade, Dublin disponibiliza uma boa rede de transportes públicos, constituindo estes boa alternativa ao veiculo particular .

Estradas

Dublin possui à volta da sua área metropolitana, uma avançada e funcional rede de estradas que permitem chegar à cidade sem qualquer problema. A auto-estrada M50 é a mais importante e mais utilizada pelos Irlandeses, pois funciona como um anel à volta da cidade, permitindo chegar a qualquer ponto permanecendo sempre  na mesma estrada.

No centro da cidade, é bem mais complicado viajar de carro, pois a maioria das principais ruas da cidade está apenas direccionada a pedestres, sendo proibido o trânsito de automóveis. O ideal será deixar o carro num parque de estacionamento e visitar a cidade a pé ou então utilizar o serviço de aluguer de bicicletas na cidade (a Dublin Bikes) e percorrer a cidade utilizando uma bicicleta.

Comboios

Dublin está ligada por comboio através de cinco linhas operadas pelo sistema nacional de comboios da Irlanda (Iarnód Éireann). Para além dessas linhas de comboio, existem ainda mais quatro linhas de comboios suburbanos e um sistema de comboios rápidos designada por Dublin Area Rapid Transit. Para além da rede de comboios que permitem percorrer a cidade de Dublin, existem outros que ligam Dublin a diferentes pontos do país. A cidade possui também duas linhas de eléctricos modernos designado por LUAS, um projecto recente que depois de alargado ligará toda a cidade com maior velocidade.

Autocarros

Como qualquer cidade, Dublin possui também uma rede de autocarros, com quase 200 linhas que liga toda a cidade, 365 dias por ano, 24 horas por dia.


 
Festival de St Patrick em Dublin

Festividades em Dublin...

São famosas as festividades em Dublin, sendo as mais visitadas, a St. Patrick’s Day, o Temple Bar TradFest e o...
Clerys Dublin

Compras em Dublin...

Dublin, apoia e promove o seu comércio, reservando ruas inteiras para  lojistas e não permitindo o acesso de...
Típico Irish Breakfast

Gastronomia de Dublin...

Dublin é também conhecida pela sua gastronomia e por isso é tempo de ver como se confeccionam três dos pratos mais...

Deixe um comentário