A gastronomia do Chile é uma mistura das várias gastronomias dos países vizinhos. A cozinha Chilena é fortemente influenciada principalmente pela cozinha Peruana.

Lamas em Lauca

Lamas no Parque Lauca

O Chile é um paraíso para quem gosta de frutos do mar. Os seus pratos fortes são sem dúvida os peixes e moluscos, no entanto apresentam muito pouca variedade.

Os restaurantes mais baratos que existem no centro de Santiago do Chile, apresentam  pratos muito típicos. A comida é boa, e gostam de apresentar pratos cheios, com combinações um pouco “estranhas” de diversos tipos de milho e batatas. Em temperos, utilizam sempre muito limão, coentros e claro pimentas.

Para quem pode gastar um pouco mais, aconselho a saída do centro de Santiago onde pode encontrar requintados restaurantes, e usufruir de todo o exotismo de cozinha Peruana, Sugerimos o restaurante “La Mar” situado na famosa Av. Nueva Costanera. No Chile também encontra a alta gastronomia, que prima pela  apresentação original e artística dos seus pratos.

Nas bebidas, o Chile é muito conhecido pelos seus vinhos tintos. Apesar de entendidos afirmarem que a comida Chilena é mais favorável ao consumo de vinho branco. Talvez pelo seu principal património gastronómica serem os frutos do mar e os moluscos, que realmente vão muito bem acompanhados por um vinho branco.

Uma viagem ao Chile, é pouco para poder conhecer e desfrutar dos maravilhosos locais que esta região nos oferece. Para facilitar e apresentar o maior numero de locais no Chile, dignos de visita,  resolvi dividir este país em diversas regiões.

altiplano chileno

Chile: o Altiplano

Deserto

O deserto de Atacama está localizado na região norte do Chile. Com cerca de 200 km de extensão, é considerado o deserto mais alto e mais árido do mundo, pois chove muito pouco na região, em consequência das correntes marítimas do Pacífico não conseguirem passar para o deserto, por causa de sua altitude.

As temperaturas no deserto variam entre 0ºC à noite e 40ºC durante o dia. Em função destas condições existem poucas cidades e vilas no deserto.

Por ser bem isolada é considerada um oásis no meio do deserto e o principal ponto de encontro de turistas do mundo inteiro, como fotógrafos, astrónomos, cientistas, motociclistas e apaixonados pela aventura.

Altiplano

As belas paisagens do Altiplano chileno caracterizam-se por ser uma terra marcada pela presença de salinas, flamingos e outras aves, que surpreendem pela sua beleza e adaptação a altitude.

Parque Nacional Lauca

Quem está de passeio pelo Altiplano deverá prolongar a sua estadia de modo a conhecer o Parque Nacional El Lauca, atravessando o vale de Lluta para observar os geóglifos desta região. A entrada ao Parque Nacional Lauca, santuário da Natureza onde está o Lago Chungará, com suas águas frias e esmeralda que reflectem os picos nevados dos seis vulcões. Destaca-se a variada e particular avifauna do sector.

Geóglifos do Chile

Podem ser encontrados por todo o norte do Chile. São gigantescas expressões da arte pré-histórica, século IX, e adornam as altas encostas dos montes, conhecidos como geóglifos. Normalmente encontrados ao longo das rotas antigas do deserto e representam aves, serpentes, figuras humanas e desenhos geométricos. Segundo os arqueólogos estes geóglifos remontam de um passado misterioso e enigmático, aqueles associados com a expressão artística, sinalização e santuários relacionadas com o culto dos morros e da fertilidade.

Géiseres no Chile

Estes géiseres apenas são possíveis devido ao campo geotérmico causado pela proximidade do vulcão Geysers. Trata-se de vários jactos violentos de fervente vapor de água (86ºC) com uma grande quantidade de minerais que tornam o terreno muito macio. Os jactos conseguem atingir os seis metros de altura. Como se pode ver na Fig. 8, em alguns locais são criados pequenas piscinas naturais, que permite aos turistas tomar banhos termais de água quente.

Patagónia

A região do extremo sul do continente americano compreende o sul da Argentina e o sul do Chile. A região mais meridional do continente é conhecida como Tierra del Fuego. Nessa região está localizada a cidade mais austral do planeta, Ushuaia, conhecida como “a terra do fim do mundo”.

A parte mais meridional do continente americano é um gigantesco labirinto de canais, ilhas, montanhas, vales, lagos, blocos montanhoso de gelo e vento.

Estradas abertas com pequenas clareiras entre a floresta impenetrável ou a propagação extensiva da paisagem desértica. A Patagónia é uma região marcada pelos ventos que ocorrem em grande parte do ano. Dessa região é que partem as famosas excursões para a Antártica. Além de leões-marinhos, nessa região existe uma grande concentração de pinguins.

Esta geografia não só é generosa pela natureza selvagem e uma paisagem natural magnífica, também as suas riquezas tornaram-se na principal fonte de riqueza para o país. Petróleo, carvão, metanol, juntamente com a pecuária e a indústria da pesca demonstram ser factor de desenvolvimento local.

Para os visitantes as ofertas são os atractivos naturais, a pesca abundante nos rios e lagos e a possibilidade de aproximarem-se territórios virgens, onde a fauna e a flora tem muito para oferecer.

Santiago do Chile

Santiago do Chile, capital do país, está localizado num vale entre os Andes e a Cordilheira de La Costa. Estas duas cadeias de montanhas são boas referências para orientação na cidade, que é dividida pelo Rio Mapocho.

Santiago conta com destacadas edificações patrimoniais divididas em dois entornos principais, um deles os arredores da Praça de Armas, onde estão o Museu de Santiago, a Casa Colorada, que expõe a história da cidade, o Museu Histórico Nacional, o Museu Chileno de Arte Pré-Colombiano e a Catedral de Santiago, entre outros. O outro entorno é o da Praça da Constituição, onde destaca o Palácio La Moneda, sede do Governo e da Presidência da República, de estilo neoclássico e aberto ao público.

As atrações do Chile são muitas e variam com cada região. A  gastronomia do Chile, é o resultado da influência dos países vizinhos, principalmente do Peru. Os pratos fortes do Chile vem do mar, moluscos e peixes, sendo um paraíso para quem gosta de frutos do mar.

O Chile é um país muito vasto, com inúmeros locais de belezas distintas, dignos de visita e apreciação. Como tal as atrações do Chile são muito distintas e diversificadas, satisfazendo quem gosta de ouvir o silencio, ou observar a magnitude,e paz de uma paisagem, e também quem gosta de fazer para-pente ou surf.

Valparaíso no Chile

Rua Montealegre em Valparaíso

Dakar

“O espírito do Dakar é a alquimia de várias paixões. Além de ser um evento imperdível e fora das regras do mundo do automobilismo, é uma experiência humana única. A história do rali, o sucesso de uns e a miséria de outros, lembrar a todos que o Dakar é, acima de tudo uma questão de sentimentos e emoções. É a nesta dimensão que os concorrentes dão mais importância – o espírito de entre ajuda.” (1)

Mais do que apenas uma corrida de velocidade, o Dakar solicita as capacidades de navegação fora de pista e qualidades de regularidade. Numa corrida de rali, a resistência predominante: onde a mais pequena falha pode custar caro. Esta mistura de rigor físico e desempenho técnico seduz quase trinta anos campeões provenientes de diferentes horizontes.

Actividades

As actividades que mais se destacam nesta região norte do Chile são as praias, o surf, o land sailing, parapente e a arqueologia.

Géiseres

Os Géiseres,são jactos, alguns violentos, de fervente vapor de água (86ºC) com uma grande quantidade de minerais que tornam o terreno muito macio. Os jactos conseguem atingir os seis metros de altura. Em alguns locais são criados pequenas piscinas naturais, que permite aos turistas tomar banhos termais de água quente.

Geóglifos

Podem ser encontrados por todo o norte do Chile. São gigantescas expressões da arte pré-histórica, século IX, e adornam as altas encostas dos montes, conhecidos como geóglifos. Normalmente encontrados ao longo das rotas antigas do deserto e representam aves, serpentes, figuras humanas e desenhos geométricos. Segundo os arqueólogos estes geóglifos remontam de um passado misterioso e enigmático, aqueles associados com a expressão artística, sinalização e santuários relacionadas com o culto dos morros e da fertilidade.

Parque Nacional Lauca

A entrada ao Parque Nacional Lauca, santuário da Natureza onde está o Lago Chungará, com suas águas frias e esmeralda que reflectem os picos nevados dos seis vulcões. Destaca-se a variada e particular avifauna do sector.

Valparaíso

É a segunda maior cidade do Chile. A sua área histórica foi declarada como património cultural da humanidade pela UNESCO, pois oferece uma arquitectura colonial charmosa, muitos restaurantes de frutos do mar, mercados e lojas apesar das muitas outras áreas estarem deterioradas.

Na cidade, a principal atracção passa pela rota dos elevadores onde originalmente existiam 27. Actualmente, ainda é possível viajar por estas rotas, dos quais 14 funiculares e um elevador (com subida perpendicular) são únicos no mundo, motivo pelo qual foram declarados Monumentos Nacionais. Três deles estão no sector patrimonial com saída para belas ruas e com uma vista panorâmica excepcional da baía portenha.

Rota dos Vinhos

As cidades nesta parte do país, vivem principalmente da agricultura e, especialmente, para as vinhas com o intuito de preservar as tradições que dão identidade ao povo, um estilo de vida ligado à terra e à natureza. Terra onde o artesanato surpreende pela sua simplicidade, beleza e são parte do quotidiano do típico agricultor amigável, protagonista do trabalho e desenvolvimento nos vales do Chile Central.

Para os apaixonados por este tipo de turismo, enoturistas, é possível conhecer e toda a região vinhateira, através do “Comboio do Vinho”.

“Esta viagem visa promover o turismo integrado através de um produto de interesse especial que combina a qualidade do uso do vinho, recuperação de activos e riqueza da identidade e da cultura desta zona.”

O circuito é composto por 42 km, andando entre a cidade de San Fernando e Santa Cruz, parando em vinhedos e antigas estações ferroviárias remodeladas.

Actividades

Para quem procura a capital chilena e arredores, a melhor maneira de aproveitar o tempo passa pelas compras, esquiar, heliski, snowpark e/ou praias e surf.