Category

Hungria

Viagem a Budapeste

By | Budapeste | No Comments

Budapeste é a capital e maior cidade da Hungria com 2 milhões de habitantes. A cidade é dividida em duas partes, separadas pelo Rio Danúbio: a parte de Buda com as suas colinas cheias de história e a parte plana de Peste mais movimentada. Eram duas cidades distintas mas fundiram-se em Budapeste em 1873. Esta cidade que já desempenhou papéis relevantes na história europeia é rica em monumentos, museus e arquitectura.

Budapeste

Vista de Budapeste

Na antiga cidade de Buda situa-se o imponente Palácio Real, construído no século XIV e reconstruído em estilo barroco 400 anos mais tarde. Este, foi a residência dos Reis húngaros durante 700 anos. Actualmente alberga os melhores museus da Hungria e a Biblioteca Nacional. Para quem procura uma das melhores vistas da cidade, o Bastião dos Pescadores é um miradouro monumental onde podemos sentir o rio e Peste aos nossos pés, incluindo a magnífica visão do Parlamento neo-gótico e a famosa Ponte Széchenyi.

A Basílica de São Estevão é mais um dos magníficos monumentos de Budapeste, é a maior igreja de Budapeste, construída em estilo neo-renascentista. O Parlamento da Hungria é talvez o mais famoso edifício da cidade, no seu estilo sumptuoso neo-gótico de grande dimensão. Caminhando pelo Andrássy Boulevard encontra-se lindas mansões dos séculos XIX e XX e também a Ópera de Budapeste.

O país tem uma rica história, que vale a pena ser vivenciada pelos visitantes. Budapeste é um caleidoscópio de uma diversidade cultural, combinando arte folclórica, tradições, belas paisagens, diversificada vida cultural e um jeito muito especial de se viver. Na verdade, a Hungria se orgulha de “ter um povo amistoso, de coração aberto, sempre receptivo aos visitantes”.

Costumes e Tradições Culturais

O povo húngaro divide os seus costumes de acordo com as estações do ano. No inverno são comemorados o Dia de São Nicolau ( 6 de Dezembro ) , o Natal e o Carnaval. Na primavera são comemorados os Kiszehajtás ( cerimonia de fim do inverno, onde uma boneca de palha é vestida de mulher. Desfilam com ela pelas ruas da aldeia e no fim jogam-na no rio ou no fogo. Esta figura representa a morte, ou o fim do inverno), Páscoa, Pentecostes e a Árvore de Maio.

Em 24 de Junho, no verão, comemora-se a Fogueira de Santo Estêvão. Em Setembro começam os eventos do Outono, com a Festa da Colheita, Festa da Vindima e o Dia da Bruxa Louca ( 13 de Dezembro ).

Natal em Budapeste

Os costumes populares nestas festas estão relacionados com ritos camponeses como a espera de uma boa colheita na próxima primavera e com os medos que seus cidadãos têm de bruxas, fantasmas e espíritos.

Nestes dias do ano começa nas aldeias a construção de uma cadeira muito especial na tradição do país. Trata-se da cadeira de Luca, que serve para reconhecer as supostas bruxas da aldeia, utilizando nove tipos diferentes de madeiras, e ficará pronta em 24 de Dezembro para a missa da meia-noite.

Segundo essa crença, aquele que constrói a cadeira, ao sentar-se nela durante a missa do Galo, passa a ser capaz de reconhecer as bruxas. Estas são as noites mais longas do ano, quando, segundo estes mitos populares, os fantasmas e as criaturas da noite rodeiam aqueles que os temem.

Budapeste, é famosa pela intensa actividade cultural, fruto do enorme investimento estatal nesta matéria que cria excelentes condições de trabalho para os vários artistas. Assim se compreende o elevado número de tantos artistas húngaros de renome internacional, como Béla Bartók, Zoltán Kodály ou Kálmán Mikszáth. Também é de salientar a Biblioteca Nacional Széchényi, fundada em Budapeste em 1802.

Diversão

Tanto para os mais jovens, como para os amantes de teatro ou até mesmo jazz, Budapeste dispõe de uma variedade de espaços dedicados à animação e entretenimento dos seus visitantes!

Palácio da Arte de Budapeste

O palácio é o principal palco da cidade para concertos e festivais de teatro. É uma atração obrigatória para todos os visitantes que chegam a Budapeste, não apenas pelas performances culturais, mas também pela arquitetura clássica. Orquestras do mundo todo se apresentam aqui.

Süss Fel Nap

Apropriadamente chamado de “nascer do sol”, esse bar é o favorito dos estudantes universitários nos fins de semana. Uma multidão dança ao som de punk e ritmos alternativos até o amanhecer. DJs e bandas tocam ao vivo.

 Fat Mo’s Music Club

Esse clube noturno está sempre lotado. Concertos de jazz começam às 21h – e a pista de dança é liberada a partir das 23h. A melhor noite é a de segunda-feira, com uma banda de jazz no melhor estilo das décadas de 1920 e 1930.

 Gypsy

O estilo musical é tocado em quase todos os restaurantes de Budapeste, principalmente nos mais turísticos. Grupos se apresentam ao vivo e mostram como se canta e dança o ritmo local.

A gastronomia de Budapeste é conhecida e apreciada, principalmente quando se fala dos doces, que tiram qualquer um do sério :)

Gastronomia de Budapeste

By | Budapeste | No Comments

Em Budapeste come-se muito bem, a sua gastronomia é variada e incluem as carnes de caça como, javali, as famosas e imperdíveis sopas, “foie gras “, e salames diversos, tão apetecíveis no pão e nas pizzas.

Palácio das Artes de Budapeste

Palácio das Artes de Budapeste

Uma viagem a Budapeste sem provar o seu “goulash”, não está completa…Este, não é mais do que um ensopado feito com carne, cenoura, batata e paprica, o ingrediente mais famoso da culinária húngara, um pimentãozinho vermelho que dá sabor e cor às iguarias. Principais pratos onde é usada é o  gulash (cozido de carne) , nas papricas de frango, na galuska (tipo de nhoque feito com farinha, ovo, água e sal) e a tarhonya (uma massa que leva farinha, ovos e caldo de carne).

Os doces são uma “obra prima” culinária, muito saborosos e agradáveis à vista.  Os doces mais consumidos são o strudel de maçã , o famoso Dobus, com sete camadas muito finas de massa, recheadas a chocolate e coberto por caramelo, e a Torta Gerboud, massa com farelo de nozes e camadas de geleia de damasco.

Em Budapeste existe o hábito de servir os seus saborosos doces com café, capuccinos, chocolate quente, ou frescos cocktails de sumos de frutas com gengibre , e majericão no Verão.

Em termos de bebidas, os vinhos de Budapeste de uma forma geral são de boa qualidade. Existem no entanto algumas bebidas muito populares e particulares, como o “Froccs ou Spritzer” compostos por vinho branco e água com gás.

Monumentos e Museus de Budapeste

By | Budapeste | No Comments

Budapeste é uma cidade rica em monumentos e tradições… Para os mais interessados, a Praça dos Heróis, o Palácio Real, o Bastião dos Pescadores, o Parlamento, a Basílica de S. Estevão e a Ópera são os locais de maior interesse histórico a visitar nesta capital europeia muito inspiradora.

Palácio real de Budapeste

Palácio real de Budapeste

Monumentos de Budapeste

Praça dos Heróis

A Praça dos Heróis é um monumento cuja construção se iniciou em 1896 em memória dos homens que contribuíram para a fundação da cidade.

No centro da praça situa-se o Memorial do Milénio (também chamado Monumento do Milénio ou Monumento Milenario), conjunto de especial relevância em Budapeste, com estátuas dos líderes das sete tribos que fundaram Hungria no século IX e outras personalidades da história húngara. A construção do memorial iniciou-se quando se celebraram os mil anos do país (em 1896) e não se finalizou até 1929, quando a praça adoptou seu nome.

Na fileira de colunas esquerda encontram-se representados os reis Húngaros. Na fileira de colunas direita podemos ver grandes personalidades de renome na história da Hungria. Na coluna central, o Arcanjo Gabriel (no cimo do pilar). À volta estão os sete líderes tribais húngaros.

Palácio real

O Palácio Real em Budapeste fica no lado de Buda, no topo da colina do Castelo.

A parte mais antiga deste sumptuoso Palácio foi construída no século XIV. Passou por momentos sombrios e acabou por ser reconstruído diversas vezes. Hoje representa uma interessante combinação de estilos e um dos melhores roteiros de Budapeste. O espaço é tão amplo que alberga a Galeria Nacional, a Biblioteca Nacional e o Museu de História de Budapeste. Toda a região próxima do Palácio se encontra perfeitamente cuidada, com jardins que convidam a permanecer por ali.

O Palácio torna-se ainda mais especial ao anoitecer quando fica iluminado, dando um charme ainda mais especial ao coração da cidade.

Bastião dos pescadores

O bastião dos pescadores, no outeiro que se levanta na parte de Buda, sobre Danúbio é um lugar impressionante que é totalmente obrigatório visitar na capital húngara. A sua grandeza vê-se desde qualquer lugar da cidade, mas quando se está no seu interior é quando apreciamos o incrível lugar onde está. Todo o conjunto é como uma cidade medieval onde parece que o tempo não tem passado devido às suas muralhas, às torres e às ruas de pedra. À noite a imagem é ainda mais autêntica devido às luzes que dão ao lugar um tom vermelho de grande beleza. Nesta zona as lojas de lembranças encontram-se em grande abundância. São muitos os Miradouros existentes que podem servir para ver a cidade e para descansar. Pode-se perder o dia inteiro a passear pelos seus jardins, a percorrer as suas pequenas ruas e imaginar como seria a vida na Idade Média.

Parlamento

O Parlamento de Budapeste é o edifício mais belo da cidade. A sua arquitectura foi baseada no parlamento Inglês, sendo o maior monumento em Budapeste e o segundo maior parlamento na Europa.

O edifício fica sobre a superfície de 18 000 metros quadrados tem 700 salas e gabinetes, 27 entradas, nos seus 2 lados simétricos erguem-se a Câmara Alta e a Câmara Baixa, hoje é o lugar da assembleia nacional com 386 deputados. Tem uma sala central com cúpula, onde guardam a coroa do primeiro rei húngaro, do Santo Estêvão.

Basílica de S. Estevão

A Basílica de S. Estêvão é a maior igreja de toda a Hungria. Tem quase 100 metros de altura. A sua grande cúpula pode ver-se desde grande parte da cidade, e no interior da mesma está um dos tesouros mais importantes do país: a mão mumificada do Rei Estêvão, do qual provém o nome da Basílica. Acabou de ser construída aproximadamente em 1905 e tem um dos sinos maiores e mais pesados de todo o país.

Opera

A Ópera de Budapeste foi construída entre 1875 e 1884 projetada por Ybl Miklós e sua inauguração festiva aconteceu em 27 de setembro de 1884. Na abertura foram executadas obras de Erkel Ferenc. A Ópera Nacional é palácio renascentista com uma decoração interior maravilhosa, uma monumental escadaria com tapetes vermelhos, tecto e camarotes em dourado, e poltronas em veludo a tom vinho.

Museus de Budapeste

Budapeste é uma cidade com mais de 200 museus à disposição dos visitantes. Aqui há museus de todo o tipo: de ferroviárias, de armas, de telefonia, de bandeiras, de selos, de borboletas, de bonecas, de aviões antigos, de roupas dos tempos imperiais. Mas mais importantes ainda, existem museus como o Museu de História Natural, das Artes, da Cultura, do Holocausto, da Tecnologia, da Electrónica etc. Muitos destes fecham às segundas-feiras. Alguns destes encontram-se entre os mais importantes da Europa.

Museu da História Natural, Museu das Belas Artes, Museu da Arte Industrial.